revista ulisse de março

gastronomia: davide oldani

Cada mês o rei da cozinha pop apresenta uma receita típica italiana.

Davide Oldani, o inventor da cozinha pop - alta qualidade e disponibilidade - abriu este restaurante, o D’O, em sua cidade natal Cornaredo, na província de Milão, em 2003. Um ano mais tarde, ele foi classificado entre os melhores chefes da cozinha italiana pelos mais renomados guias gastronômicos. Antes de inaugurar o D’O, trabalhou junto a Gualtiero Marchesi, Albert Roux, Alain Ducasse e Pierre Hermé. Em dezembro de 2008, a Municipalidade de Milão outorgou-lhe o Ambrogino d’Oro. Em novembro de 2013, foi convidado para relatar em Harvard sua experiência de empreendedor. Os economistas da universidade consideraram sua aproximação ao assunto e critérios de trabalho como recomendáveis para diversas categorias além de catering (eventos).

A receita do mês: BATATAS NHOQUE TORRADO COM RÁBANO CRU E TOMATES.

cinema: keanu reeves

KEANU REEVES, UM SAMURAI ÉPICO

Keanu Reeves estrelando em 47 Ronin (47 Ronins), a mais nova fantasia de ação pelo visionário diretor Carl Erik Rinsch (The Gift, um curta metragem) agora exibido nos cinemas italianos. É um filme ideal para assistir durante um voo intercontinental: repleto de ação, cenas espetaculares, com enredo épico de significado universal. Você nem perceberá que está voando acima das nuvens durante horas e horas. Pedimos a Keanu para nos contar sobre a experiência e ímpeto de duelar com espadas Katana, havendo apenas um inconveniente…

Este mês a entrevista do astro de Hollywood.  

MULHERES NO CONTROLE

A aposta certa para a viajante arrojada

Falando de mulheres-piloto, nossos pensamentos se voltam para muitas mulheres que contribuíram para o desenvolvimento da aviação. Alguns de vocês, depois de ler “I was Amelia Earhart” (Eu fui Amelia Earhart) de Jane Mendelsohn ou de assistir ao filme “Amelia” estrelado por Hilary Swank e Richard Gere, terão admirado a coragem e o espírito de aventura de uma das maiores aviadoras da história. Inclusive na Itália, houve mulheres que ajudaram a construir a história da aviação. A lista é longa e em benefício da brevidade, identificarei apenas três. A primeira é Rosina Ferrario que obteve seu brevê de aviadora em 1912, na escola de aviação civil mantida pelo engenheiro Giovanni Caproni. Seu brevê foi o primeiríssimo na Itália e o oitavo no mundo, entre as mulheres. Em seguida, durante um período de rápido desenvolvimento tecnológico, uma contribuição importante foi prestada pela Marquesa Carina Massone Neurone que estabeleceu o recorde mundial de altitude alcançado a marca incrível de 12.043 metros em 1935 a bordo de um biplano Caproni CA 113. Mais recentemente, não esqueçamos Fiorenza De Bernardi, que foi considerada a precursora na profissão, a ponto de que uma bolsa de estudos recebeu o nome dela. 

A história completa do comandante Roberto Germano.

Faça já a sua reserva